Outros

Principais tipos de madeira para móveis

Ao mobiliar uma casa, a escolha das peças exige muita atenção aos detalhes, não é mesmo? Se você optar por móveis de madeira, seja por conta da beleza, durabilidade ou resistência, é importante estar atento a qual tipo usar. Afinal, existem diferentes espécies do material e, por isso, é fundamental conhecer suas características para fazer uma escolha assertiva. 

Ficar em dúvida sobre qual a melhor madeira para móveis é bastante comum, principalmente se você não conta com o apoio de nenhum especialista. Ainda que o design e as cores (que são muitas) sejam as primeiras características avaliadas em uma peça, existem muitos outros aspectos da madeira que precisam ser analisados, como resistência, qualidade e o melhor local para aplicá-las, por exemplo. 

Por isso, criamos este conteúdo para falar um pouco sobre os principais tipos de madeira para móveis e o que fazer para garantir uma boa escolha. Continue a leitura e fique por dentro. 

 

Por que escolher móveis de madeira? 

Antes de qualquer coisa, é importante entendermos porque a madeiraé tão valorizada, seja em construções, pisos, acabamentos, forros ou móveis. Independente de onde seja utilizada, a madeira é sinônimo de harmonia, beleza, segurança e conforto. 

Além de representar bom gosto, para um estudo feito pelo BNDES, os móveis de madeira são, de modo geral, os mais consumidos no Brasil, em todas as classes sociais. Entretanto, a popularidade deste material está diretamente ligada à escolha de qual tipo usar. 

A madeira possui uma enorme diversidade biológica, com grande variedade de cores, texturas, tamanhos, formatos e composições. Neste contexto, existem espécies mais adequadas para um tipo de produto do que outras. Por isso, é preciso ter coerência na hora de avaliar as opções. 

Enfim, vamos conhecer algumas das espécies de madeiras mais utilizadas em móveis. 

 

Cumaru 

Cumaru é uma das madeiras mais resistentes, tanto em relação a cupins quanto à umidade. Por ser muito robusta, é a mais usada em pisos e decks; entretanto, também é utilizada em móveis. 

As características desta madeira a tornam uma espécie ideal para ambientes rústicos ou industriais. Mesmo com um aspecto “imperial”, a cumaru pode ser usada em móveis para salas, como estantes e racks, por exemplo. Uma peça de cumaru pode ficar linda em ambientes onde o marrom e o verde são predominantes. 

 

Mogno 

O mogno é considerado uma opção mais nobre e sofisticada. Além de possuir uma excelente resistência, esta espécie carrega uma beleza inconfundível. Sua coloração varia do castanhoavermelhado vibrante ao rosado. Vale lembrar que este tipo de madeira também é resistente a fungos e cupins. 

Normalmente, o mogno é usado na fabricação de cadeiras, mesas, estantes, sofás, entre outras peças de alto padrão. Uma curiosidade a respeito é que o mogno está ameaçado de extinção, o que faz sua extração ser cercada de regras rígidas. 

 

 

Cerejeira 

A cerejeira também é conhecida como uma espécie nobre. Normalmente, é usada para fabricação de móveis de alta qualidade, deixando ambientes e decorações com uma aparência inesquecível. Ela carrega a cor castanho-amarelada-clara e permite um acabamento fino, que garante um aspecto muito elegante aos móveis. 

 

 

Cedro 

Cedro é outra opção bastante usada na construção de móveis. Sua coloração marromavermelhada transmite sensação de conforto e aconchego. Por isso, o cedro é excelente para locais com maior trânsito em uma casa, como a sala de uma casa, por exemplo. 

Esta espécie carrega a fama de ser bastante versátil, visto que não é difícil de lixar, furar, serrar e parafusar, o que facilita muito o processo de montagem dos móveis. Além disso, esse tipo de madeira é marcado pela pouca permeabilidade, secagem rápida e resistência ao ataque de pragas. 

 

Itaúba 

Outra espécie altamente resistente às ações dos cupins é a itaúba. É uma madeira consideravelmente pesada e dura. Quando cortada, possui coloração esverdeada, mas, depois, adquire uma tonalidade parda. 

Uma dica importante sobre esta espécie é que sua secagem deve ser natural. Caso contrário, pode ocasionar no aparecimento de rachaduras ao longo do uso. É um material com grande durabilidade. 

Enfim, existem inúmeros tipos de madeira para móveis. Por isso, na hora de escolher seu material, é fundamental contar com fornecedores de confiança e que saibam o que estão fazendo.
 

Tem mais dúvidas sobre madeira? 

A Macaltem uma equipe completa de especialistas disposta a ajudar no seu projeto!